Para ler quando estiver triste


Imagem: Pexels

Não é a quantidade de coisas que você tem. Não são os números. Não é embalagem. Não é aquela tão sonhada vaga que não alcançou.  Não são as coisas que você não consegue. Não é o sonho que você ainda não realizou. Não são os planos que não se concretizaram.

É o que você tem dentro de si. É a sua alma. A sua essência. O que você emana. Os pequenos prazeres que consegue apreciar. As conquistas que para os outros parecem pequenas, mas que para si são gigantescas. Cada um sabe das suas limitações e das suas fronteiras. 

Não é o resultado, mas a caminhada. Uma frase um tanto clichê. A verdade é que só durante a caminhada conseguimos apreciar o pôr do sol, a brisa batendo no rosto,  o ar entrando e saindo dos pulmões, o equilíbrio que colocar um pé na frente do outro trás, saber que está vivo para apreciar tudo isso. A grandiosidade do universo,  quando comparado a nós. 

Convide-se a fazer um exercício. Medite. Relaxe o corpo. Entre em sintonia com esse vasto mundo. Pegue todos os seus problemas, tudo aquilo que dói, tudo aquilo que machuca e vez ou outra parece sufocar, coloque na palma da mão, e entregue. Busque ajuda se achar necessário. Não vale à pena querer guardar tudo para si. Como escutei em uma dessas meditações guiadas, chame aquela parte de você que não quer melhorar e convide-a para bater um papo. Nós não somos feitos só de coisas boas. Só de coisas lindas. Nós somos dualidade, pluralidade. Cada um tentando dar o melhor de si dentro do possível. É preciso aprender a conviver com os sentimentos não tão bons também e buscar melhorar na medida do possível. Não se cobre tanto, nem se compare tanto. 

Nenhum empecilho surge sem um propósito. Às vezes é a vida dizendo do jeito meio torto dela que alguns caminhos não devem ser trilhados no momento. Talvez seja melhor aguardar. Não só esperar a sua hora, mas saber esperar. Aprender a ter paciência. Às vezes é tentativa e erro, no lugar de tentativa e acerto, porque cada um tem um relógio interno. As coisas acontecem em momentos diferentes, para pessoas diferentes. Talvez seja a hora de voltar um passo para trás se for necessário, buscar melhorar e evoluir internamente, para depois, andar infinito. Para finalmente ter um acerto. Ter um momento ou vários. 

      Me acompanhe: Instagram x Facebook x Youtube

4 comentários :

  1. Eu tenho visto várias pessoas ruins - ruins mesmo, de péssima índole - se dando muito bem enquanto pessoas boas vão se dando cada vez pior... Se isso me faz pensar qual dos dois é melhor, sabe? Porque ter e fazer é importante, ainda mais no mundo que a gente vive, mas SER é muito mais engrandecedor! Ser alguém bom é melhor, claro que é, do que ter tudo de bom. Então vale a pena!
    Inclusive, para ler quando estiver feliz também, né, e ficar mais feliz ainda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe que eu tava conversando sobre isso que você disse na primeira frase com a minha mãe outro dia? E isso parece tão, mas tão errado e injusto. Mas, ainda assim, o máximo que podemos fazer é tentar ser melhor a cada dia, dentro das próprias limitações.
      Beijão Luly, e obrigada pelo comentário lindo!

      Excluir
  2. Como já cantou Roberto Carlos, é preciso saber viver!
    E a gente só aprende vivendo mesmo, erra e aprende, para valorizar tudo.
    Mas se conhecer é a melhor parte, daí tiramos o que importa mesmo.
    Bom, ninguém disse mesmo que seria fácil.
    A caminhada realmente é onde está o aprendizado, onde enxergamos o fundamental, perceber isso é um passo para a felicidade, mesmo ela sendo parcelada.
    Masss, sigamos sempre em frente...

    xero
    https://leayasnaya.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Léa, tudo?
      Muito obrigada pela visita ao meu blog e por esse comentário maravilhoso <3
      Beijão

      Excluir

My Instagram

Copyright © It's Kimby. Designed by OddThemes